O excesso faz mal à você portanto, livre-se dele e seja mais produtivo

O excesso faz mal à você portanto, livre-se dele e seja mais produtivo

O excesso de atividades e de preenchimento de agenda pode trazer riscos sérios ao profissional. De desmotivação e desengajamento, à síndromes, enfermidades e outras patologias, o excesso faz mal à você e à sua saúde.

Portanto, não pense duas vezes: quando perceber que o excesso faz mal à você, livre-se dele. Não vale a pena arriscar a sua saúde física e o seu bem-estar emocional para ser um cumpridor de tarefas.

O profissional produtivo não é um cumpridor de tarefas

No último post falamos sobre os cuidados que devemos ter com os excessos e com o senso de urgência. Tomamos como base um artigo criado pelo perfil nas redes sociais The Summer Hunter.

Nele, os criados da postagem traziam um tema importante a ser discutido: A Era da Urgência Desnecessária. A urgência afeta nossa rotina, nossas saúdes física e mental e, por fim, atinge negativamente a nossa vida.

Também no Instagram, há a página Be Officielles, que traduzido quer dizer “Seja menos escritório”, ou algo como “desescritoriolize-se”. 

Este traz pensamentos mais ligados ao mercado de trabalho, demonstrando, em fatos e números, como a rotina pode ser sufocante. Eles apontam que o profissional produtivo definitivamente não é aquele que:

  • Faz tudo;
  • Faz o máximo de tarefas;
  • Faz tudo no menor tempo;
  • Se ocupa o tempo todo.

Assumir todas as responsabilidades sobre si pode aumentar o risco de inúmeras doenças ligadas ao trabalho. Ou seja, o excesso faz mal à você e pode te prejudicar profissionalmente.

Se o excesso faz mal, como devo priorizar?

O excesso faz mal às saúdes física e mental, e pode levar ao esgotamento, ao estresse e ao burnout. | Foto por Monstera em Pexels.com

De acordo com o Be Officeless, “é impossível lidar com várias distrações ao longo do dia”. Para os criadores do conteúdo, “a procrastinação nem sempre tem a ver com simplesmente ignorar o que é preciso ser feito”. Os articulistas defendem que, às vezes, o profissional deve “substituir uma atividade importante por outra que não tem tanta urgência”.

E, de fato, ninguém é produtivo por 8, 9 ou 10 horas seguidas, você já parou para pensar nisso? Nenhum ser humano consegue performar em alto padrão por todo este período ao longo de 5 ou 6 dias na semana.

Diante disso, é preciso definir logo no início da sua semana de trabalho o que é e o que não é prioridade. O prejuízo de trocar colocar uma tarefa urgente por outra mais fácil afeta toda a equipe.

O Be Officeless dá dicas de como evitar a procrastinação na nossa profissão, especialmente no trabalho remoto:

  • Entenda o que de fato é prioridade
  • Tenha clareza sobre o que deve ser feito
  • Esteja ciente e cumprir os prazos das atividades

Excesso x Preguiça

Desta forma, compreendemos que o excesso faz mal ao ser humano, seja na sua vida profissional ou pessoal. Porém, outro inimigo do trabalhador é o fingimento. Fingir estar ocupado quando o chefe ou líder está passando pelo corredor também pode ser prejudicial.

Muita gente acredita que a aparência de estar fazendo alguma coisa ou cumprindo alguma tarefa pode demonstrar produtividade. Mas essa imagem nem sempre é exata, e pode prejudicar tanto a empresa quanto o profissional.

Fingir estar trabalhando pode fazer com que o time evite contar com você quando ele mais precisar. Assim, você pode colocar a empresa em risco de perder um cliente, não fechar um negócio ou receber uma multa, por exemplo.

Então, toda vez que você pensar em puxar uma tarefa para sua mesa, reflita se você tem disponibilidade para entregar os resultados. Caso contrário, lembre-se de que o excesso faz mal, e fingir que está ajudando pode se tornar o pior cenário possível para a empresa.

Publicado por Ibraim Gustavo

Ibraim Gustavo: Jornalista, pós-graduado em Marketing e MBA em Comunicação e Mídia. Possui formação em Profissões do Futuro (O Futuro das Coisas) e no Programa de Capacitação da Nova Economia (Startse). Empreendedor, sócio-fundador e COO da Freestory.

2 comentários em “O excesso faz mal à você portanto, livre-se dele e seja mais produtivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: