A derrota não pode ser um fator para o empreendedor desanimar

A derrota não pode ser um fator para o empreendedor desanimar

Já falamos que o medo de errar não pode ser um impeditivo para você empreender e, quem sabe, alcançar sucesso. Agora, é hora de falarmos que a derrota não pode te desanimar, porque ela não tem poder para te enfraquecer. Durante a caminhada você pode, vez ou outra, deparar-se com a derrota. Todavia, desistir não deve estar nos seus planos jamais.

A sua atitude diante da derrota deve ser diferente

A popular frase “o que não mata, engorda”, na verdade, tem origem nos pensamentos do alemão Friedrich Nietzsche. Ele é conhecido como um dos mais respeitados filósofos do século 19.

Também escritor e poeta, Nietzsche faz uma análise das dificuldades que o homem enfrenta ao longo de toda a sua vida. Segundo ele, todos nós estamos sujeitos a isso, já que o sofrimento é uma característica humana.

O que ele defende, porém, é o posicionamento que cada um de nós tem diante das dificuldades. Enquanto alguns entendem as derrotas como um estado definitivo, outros tentam se reerguer através dela. Estes tentam compreender que, se alguma coisa for alterada na jornada, talvez ainda haja esperança. 

Semelhantemente, o economista brasileiro Ricardo Amorim, afirma que “a vitória alegra, mas enfraquece; a derrota entristece, mas fortalece”.

Sem mantermo-nos no campo filosófico ou abstrato, o que Nietzsche e Amorim querem é dar significado à derrota. Para eles, caso você tenha uma resposta negativa do mercado, de investidores e do público, você não precisa desistir. Ao invés disso, procure ouvir o que eles têm a dizer e tentar compreender suas reais necessidades e anseios.

Pode ser que no momento, e do jeito que está proposto, o seu produto ou o seu serviço não agradem. Mas isso não significa derrota definitiva. Sendo resiliente, você pode trabalhar para alterar o que você oferece e, dessa forma, tentar mais uma vez conquistar o público.

Neste sentido, na prática podemos listar algumas mudanças que podem ser implementadas para alterar o seu negócio. Entre elas, citamos:

  • Preferências do consumidor
  • Planos de pagamento ou assinatura
  • Entrega de valor 
  • Customização

Não desista mesmo com uma derrota na conta

Finalmente, o que todos defendem é que uma negativa não é sinônimo de falência. Tampouco, que o “não” significa que você está fadado à derrota definitiva, ou predestinado ao esquecimento.

Você deve alterar a forma como reage aos infortúnios, e ser corajoso para seguir lutando por aquilo que você acredita. Além disso, e acima de tudo, ser humilde para reconhecer os erros e tentar mudar.

Sua postura diante de um cenário crítico deve ser de reposicionamento, não desistência. Poucos, muito poucos estarão com você no início. A maioria, talvez, tente fazê-lo desistir, desacreditando do seu sonho, da sua luta e das suas estratégias.

Empreender não é fácil, nem nunca foi. Não há fórmulas mágicas nem ferramentas solucionadoras de problemas e dificuldades. Apenas o trabalho incessante e árduo pode te gerar frutos promissores, e nem eles são garantia de sucesso. 

Sendo assim, a derrota pontual pode ser um fator impulsionador para novas causas, e não um testamento permanente. Então, fique firme e não desista dos seus sonhos, projetos e, principalmente, do seu trabalho. Em algum momento, ele poderá valer mais do que você espera hoje.

Publicado por Ibraim Gustavo

Ibraim Gustavo: Jornalista, pós-graduado em Marketing e MBA em Comunicação e Mídia. Possui formação em Profissões do Futuro (O Futuro das Coisas) e no Programa de Capacitação da Nova Economia (Startse). Empreendedor, sócio-fundador e COO da Freestory.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: